25/02/19 08:32

Desmonte da CAIXA

Na edição de terça-feira (19/02) do jornal Valor Econômico, foi informado que a CAIXA deu início ao “processo de desinvestimento e capitalização com uma agenda frenética de encontros com bancos de investimento”.  


Ou seja, já começaram as negociações para o fatiamento de ativos societários, como a venda dos produtos e serviços mais rentáveis nas áreas de seguro (CAIXA Seguridade), gestão de ativos (CAIXA Participações), loterias e cartões, seguindo um cronograma que combina maior liquidez e menor resistência política, a fim de acelerar a privatização do banco.


“A intenção é privatizar setores estratégicos, dissecando o banco para torná-lo frágil e deficitário. Nem as empresas privadas se desfazem do centro de produtos dos seus negócios, porque são essas áreas que dão lucro. No caso da CAIXA, esses lucros são revertidos em prestação de serviços para toda a população brasileira, desde a habitação até o pagamento de programas sociais”, afirma o presidente da FENAE, Jair Ferreira.


A venda da instituição não atingiria somente aos seus empregados e empregadas, mas também a toda sociedade. É preciso que todos os setores se mobilizem para a defesa da CAIXA!

Compartilhe